Serviço de Atendimento ao Consumidor

Endereço:
Rua Osvaldir Vicente Siqueira s/n

Papucaia - Cachoeiras de Macacu/RJ 

CEP 28.695-000

Dúvidas, Reclamações e Sugestões:
Sede - (21) 2745-9850

Emergências:

0800-282 2130

Facebook

 /cercinoface

Iluminação Pública

Cachoeiras de Macacu - (21) 2649-4814

Itaboraí - (21) 2635-7369

Rio Bonito - (21) 2734-1020

Saquarema - (22) 2653-0646

Silva Jardim - (22) 2668-1458/ 2668-1435

Tanguá - (21) 2747-2029 / 2747-4111

Bandeira tarifária do mês:

icon-app-store_edited.png
google-play22.png

CERCI - Cooperativa de Eletrificação Rural
Cachoeiras - Itaboraí

CNPJ: 27.707.397/0001-02    Inscrição Estadual: 82.622.268

aneel-logo.png
mat_1___somoscoop_marca_vertical_color_c

Site desenvolvido por

logo png.png

Uma luz, uma nova esperança

  NOTÍCIA   

Nota sobre o processo regulatório

05/04/2018

NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 18.09.2018

Senhores Cooperados, com muita satisfação comunicamos a V.Sas., que atendendo aos constates requerimentos do Presidente Helon Marins, a ANEEL, em Reunião Pública de Diretoria, fez publicar hoje a resolução homologatória de nossas tarifas, que entrarão em vigor já no próximo dia 01.10.2018e seus efeitos serão totalmente percebidos nas faturas com vencimento em dezembro/2018. No entanto, já em novembro/2018 os efeitos da redução poderão ser parcialmente percebidos.

    Ressaltamos que o valor das tarifas em alguns casos foi reduzido em até 28,33%. Para os consumidores residências nossa tarifa foi reduzia em 24,08%, deixando de ser 1,0781R$/kWh e passando para o valor de 0,81854 R$/kWh.

      Conseguimos assim, reduzir os valores das tarifas ao menor teto possível, no momento, graças ao comprometimento, perseverança e competência do quadro técnico de nossa Cooperativa.

        A você cooperado, o agradecimento é especial, pois você é a parte mais importante desta considerável conquista, sempre tão almejada por nós.

          Não iremos esmorecer! Continuaremosa busca por melhorias, intensificaremos ainda mais nossos trabalhos nas perdas de energia (furto), pois em um processo de redução tarifária ela tem um peso essencial, portanto seu combate é questão das mais prioritárias.

            Mais uma vez demonstramos a seriedade com que os trabalhos estão sendo conduzidos na Cooperativa, sempre na busca de melhorias para nossa empresa.


              À Administração

               

               

              NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 09.08.2018

              Seguindo nosso processo de regularização como Permissionária de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica, nesta quarta-feira, nosso presidente reuniu-se com os responsáveis pela elaboração das novas tarifas da Cooperativa, com a finalidade de discutir sobre os dados já enviados pela CERCI. O encontro visou a busca pela maior redução possível em nossas tarifas de energia elétrica, além de pleitear uma rápida solução da questão, para que brevemente seja publicada nossa a resolução homologatória de tarifas.

                A reunião, na ótica de nosso presidente, foi muito proveitosa e seus argumentos foram bem aceitos. Foi firmado ainda o compromisso em atender seu pleito, com o comprometimento de priorização dos estudos sobre as tarifas da CERCI.

                  Reiteramos que nossa prioridade no momento é a homologação por parte da ANEEL de nossas tarifas de energia elétrica, que certamente beneficiará nossos cooperados.


                    À Administração

                     

                     

                    NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO- 26.07.2018

                    Dando sequência ao nosso processo de regularização como Permissionária de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica, após a vitoriosa luta para assinatura de nosso contrato, temos a informar que nossa diretoria tem mantido diários contatos com os técnicos da ANEEL, visando o fornecimento dos dados mercadológicos requeridos pela Agência, buscando assim a menor tarifa de energia possível. Tais informações têm sido enviadas constantemente de forma célere, no entanto sem deixarem de ser muito bem pensadas, analisadas e discutidas por todos os envolvidos no processo.

                      Dentre as ações desenvolvidas pela Diretoria, não está descartada uma reunião presencial com Superintendentes e técnicos da Agência, visando à conquista de uma tarifa mais adequada e justa para nossos cooperados.

                        Destacamos que o modelo de gestão empresarial que implantamos na empresa, logo que assumimos, está sendo primordial para nossas conquistas e em muito nos tem facilitado em nossos pleitos junto à Agência por uma menor tarifa.

                          Como já dito anteriormente,a seriedade com que os trabalhos estão sendo conduzidos já nos fez ser uma das primeiras Cooperativas a assinar o contrato de permissão nesse ano, quando as informações iniciais da própria Agência nos colocavam entre as últimas.

                            Reiteramos e deixamos aqui patenteado nosso propósito de continuar buscando incansavelmente melhoras e benefícios para nossos Cooperados.


                              À Administração

                               

                               

                              NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO -05.06.2018

                              Com imensa satisfação informamos a nossos Cooperados que, atendendo a requerimento de nosso Presidente Helon Marins, foi, na data de hoje, em Reunião Pública de Diretoria realizada pela ANEEL, debatida, votada e aprovada por unanimidade de votos, a Resolução Autorizativa que visa promover o enquadramento da CERCI como Permissionária de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica.

                                Segundo consta na minuta da referida resolução em um prazo de até 45 dias a partir de sua publicação, deveremos estar sendo convocados pela ANEEL, para assinatura do tão esperado Contrato de Permissão.

                                  Tal ato demonstra a seriedade com que os trabalhos estão sendo conduzidos junto a Agência reguladora e que a reunião presencial, realizada anteriormente pelo Presidente com os Diretores e Técnicos da ANEEL, surtiu efeitos, já que das 14 Cooperativas pendentes de regularização a CERCI está sendo a segunda a ter sua resolução divulgada pela ANEEL.

                                   

                                   

                                  NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 28.05.2018

                                  Informamos a nossos Cooperados que foi realizado nesta data 28.05.2018 pela ANEEL, o sorteio de diretor relator, que ficará a partir de agora responsável pelo processo de enquadramento da CERCI como Permissionária de Serviço Público, de Distribuição de Energia Elétrica, tendo como incumbência primordial a definição das tarifas iniciais da Cooperativa.

                                    O escolhido foi o Diretor Dr. André Pepitone da Nóbrega, que ocupa cargo na Agência desde o ano 2000.

                                      Tal medida atendeu a solicitação formulada pelo Presidente da CERCI em reunião presencial ocorrida na Agência no último dia 18.04.2018, e sinaliza que o processo de enquadramento da CERCI como Permissionária de Serviço Pública caminha para o final.

                                         

                                        Helon Alves Marins 
                                        Presidente da Cerci

                                         

                                         

                                        NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 03.05.2018

                                        Comunicamos a nossos Cooperados que foi realizado nesta data 03.05.2018 Reunião Pública de Diretoria da ANEEL, onde dentre outros temas aprovou os resultados da Audiência Pública nº 079/2017, que trata da Regularização de Cooperativas de Eletrificação Rural como Permissionárias do Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica, com nossos pleitos.

                                          Especificamente quanto à questão do contato foi explicado pelo Relator do processo Dr. Tiago Barros em seu voto, que para confecção dos contratos e definição das tarifas das futuras permissionárias é necessário que o mesmo esteja concatenado com a data de aniversário da supridora, para que não fuja da metodologia que é aplicada pela Agência, que em nosso caso deu-se em março deste ano.

                                            No entanto, foi salientado pelo Diretor Relator em seu voto, que no caso especifico da CERCI, tendo em vista a manifestação expressa do Presidente, da necessidade da assinatura do contrato de permissão, a questão será agora melhor analisada pela Superintendência de Gestão tarifária da ANEEL.

                                              Mais uma vez foi demonstrado o comprometimento e a seriedade que a administração da Cooperativa vem tratando o assunto junto à Agência, inclusive sendo agora por ela reconhecida no mencionado voto.

                                                Desta forma continuaremos a empenhar nossos melhores e maiores esforços em encontrar caminhos para a solução da questão.

                                                   

                                                  Helon Alves Marins 
                                                  Presidente da Cerci

                                                   

                                                   

                                                  NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 27.04.2018

                                                  Informamos a nossos Cooperados que em 25.04.2017 a ANEEL disponibilizou no processo administrativo, a análise das contribuições realizada pelas Cooperativas relativas à Audiência Pública nº 079/2017, que trata da Regularização de Cooperativas de Eletrificação Rural como Permissionárias do Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica. Podemos constatar no referido processo que quase todos os nossos pleitos foram acatados pela Agência, restando um que a princípio não aceito, porém com aceno da Agência de que poderá ser discutido individualmente junto à Cooperativa.

                                                    Isso demonstra o comprometimento e a seriedade que a administração da Cooperativa vem tratando o assunto junto à Agência. É fundamental nesse momento não cometer qualquer tipo de atropelo, para que futuramente não possamos ser prejudicados.

                                                      Destacamos que a CERCI se destacou como uma das poucas Cooperativas que enviaram isoladamente suas contribuições, não se limitando em reprisar as contribuições da Federação.

                                                        Comunicamos ainda que foi designado o dia 03.05.2018 para a 14º Reunião de Diretoria da ANEEL, que dentre outros assuntos, tratará do enquadramento das Cooperativas. Acreditamos que possivelmente nesta data possa ser definida uma agenda para assinatura dos contratos de permissão.

                                                          Externamos por fim, nossa total confiança no trabalho que está sendo desenvolvido por nosso quadro técnico administrativo, que com sua competência, vem recolocando nossa Cooperativa nos trilhos do crescimento.

                                                             

                                                            Helon Alves Marins 
                                                            Presidente da Cerci

                                                             

                                                             

                                                            NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 19.04.2018

                                                            Comunicamos a nossos Cooperados que, na data de ontem, nos reunimos na sede da ANEEL com um de seus diretores Dr. Tiago de Barros Correia e sua equipe, para tratarmos sobre o processo de regulação de nossa Cooperativa como Permissionárias de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica.O Dr. Thiago é o relator do processo de regularização das Cooperativas em fase de enquadramento.

                                                              Na referida reunião colocamos para ele os anseios de nossos cooperados e nossa já manifesta intenção em assinar de forma imediata o contrato de permissão. Foi-nos ainda permitido na ocasião, apresentarmos também algumas soluções, que acreditamos, poderia serobservado pela Agência Reguladora a fim de disponibilizar a assinatura do referido documento.

                                                                O Diretor, juntamente com sua equipe, mostraram-se muito sensíveis aos nossos pleitos, comprometendo-se a encaminha-losa análise dos demais setores técnicos da Agência, que verificarão a viabilidade técnico jurídica de tal fato.

                                                                  Temos a certeza que em assim agindo, estamos utilizando de todas as formas técnicas, possíveis e legais, para buscar os meios de atingir mais esse objetivo almejado pela CERCI.

                                                                     

                                                                    Helon Alves Marins 
                                                                    Presidente da Cerci

                                                                     

                                                                     

                                                                    NOTA SOBRE O PROCESSO DE REGULARIZAÇÃO DA COOPERATIVA COMO PERMISSIONÁRIA DE SERVIÇO PÚBLICO - 13.04.2018

                                                                    Tomamos conhecimento na data de ontem, que para próxima Reunião Pública de Diretoria da ANEEL, a ser realizada em 17.04.2018, o processo que trata da Regulação das 13 Cooperativas como Permissionárias de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica não foi incluído em pauta, portanto não haverá deliberação, sobre o tema de nosso interesse.

                                                                      Tão logo tomamos conhecimento do fato acima, e, sabedores que quanto mais alongada for a decisão da Diretoria da ANEEL mais distante ficaremos da assinatura do instrumento, iniciamos as tratativas com a Agência para agendamento de uma reunião presencial com o Relator do Processo.Após muitos esforços argumentativos, o mesmo concordou em nos receber no dia 18.04.2018 às 15:00hs.

                                                                        Na ocasião reapresentaremos formalmente ao Relator nossa inequívoca intenção de assinarmos imediatamente o contrato de permissão, claro respeitando sempre as soberanas decisões da Agência.

                                                                          Lembramos mais uma vez que não somos os responsáveis pela fixação dos prazos seguidos pela Agência Reguladora, no entanto, não mediremos esforços para dentro da legalidade alcançar nossos propósitos e objetivos.

                                                                           

                                                                          NOTA DO PRESIDENTE - 05-04-2018

                                                                          Desde que assumimos a Presidência da Cooperativa não economizamos esforços, na incessante busca para ver nossa empresa reconhecida como Permissionária de Serviço Público de Distribuição de Energia Elétrica.

                                                                            Não há como deixar de fazer menção aos dirigentes que nos antecederam, deram início as tratativas e cumpriram os prazos, com intuito de ver reconhecida à empresa como Permissionária de Serviço Público.

                                                                              Neste processo para regulação da Cooperativa, participam outras 14 no Brasil, sendo que desta uma se omitiu no envio de dados a Agência Nacional de Energia Elétrica, que já se pronunciou pela declaração da caducidade da área de permissão.

                                                                                Imperioso deixar aqui bem esclarecido, que neste processo agimos quando provocados pela ANEEL,ainda que em alguns momentos, movidos pela ansiedade de nossos Cooperados, mesmo sem a referida instigação, tomamos a frente para buscar respostas mais céleres junto à ANEEL. No entanto como padrão da Agência Reguladora, suas soberanas decisões são formuladas por intermédio de notas técnicas e/ou resoluções, cabendo a nós cumpri-las.

                                                                                  Após constante envio de informações e seguidas conversas com o Corpo Técnico, debates intermediados pela Organização das Cooperativas do Brasil - OCB, análise de pleitos da Frente Parlamentar do Cooperativismo e INFRACCOP, todos envolvidos no processo regulatório, finalmente em 14.12.2017, por intermédio da Nota Técnica nº 375/2017-SGT/ANEEL, foi descrita a metodologia utilizada para apresentar as tarifas inicias para as 13 Cooperativas envolvidas no procedimento.Ato contínuo nos foi solicitado, como também as demais, que enviassem os estudos de cada uma, sobre a necessidade da receita a ser requerida e as informações de mercado. Ressaltamos que, tempestivamente, foram enviadas todas as informações. Em 12.03.2018, nos foi solicitados, bem como das demais, novas informações as quais novamente, na data aprazada enviamos.

                                                                                    Aguardamos a realização de Audiência Pública da Diretoria da ANEEL, que deverá ocorrer possivelmente ainda no mês de abril deste ano e irá definir as regras para o envio dos contratos de permissão de serviço publico às cooperativas envolvidas.

                                                                                      Por fim não podemos deixar de dizer que não somos os responsáveis pela fixação dos prazos, pois como dito, somente nos manifestamos por provocação da Agência e não por vontade própria e somente a ela cabe o poder de decidir, a nós, somente o de cumprir.

                                                                                         

                                                                                        Helon Alves Marins 
                                                                                        Presidente da Cerci

                                                                                                          Compartilhar
                                                                                                          Please reload

                                                                                                          Notícias recentes
                                                                                                          Please reload

                                                                                                          Arquivo
                                                                                                          Please reload